segunda-feira, 5 de março de 2018

Serafina e a Capa Preta

Serafina nunca teve motivos para desobedecer ao seu pai e se aventurar além da Mansão Biltmore. Há espaço de sobra para ser explorado naquela casa imensa, embora ela precise tomar cuidado para jamais ser vista. Nenhum dos ricaços lá de cima sabe da existência de Serafina; ela e o pai, o responsável pela manutenção das máquinas, moram secretamente no porão desde que a garota se entende por gente. Mas quando as crianças da propriedade começam a desaparecer, somente Serafina sabe quem é o culpado: um homem aterrorizante, vestido com uma capa preta, que espreita pelos corredores de Biltmore à noite. Após ela própria ter conseguido – depois de uma incrível disputa de habilidades – escapar do vilão, Serafina arriscará tudo ao unir forças com Braeden Vanderbilt, o jovem sobrinho dos donos de Biltmore. Braeden e Serafina deverão descobrir a verdadeira identidade do Homem da Capa Preta antes que todas as crianças... A busca de Serafina a levará ao interior da mesma floresta que tanto aprendeu a temer. Lá, descobrirá um esquecido legado de magia, que tem relação com a sua própria origem. Para salvar as crianças, Serafina deverá procurar as respostas que solucionarão o quebra-cabeça do seu passado.
Título: Serafina e a Capa Preta
Série: Serafina #1
Autor (a): Robert Beatty
Editora: Valentina
Número de páginas: 240


Quem me conhece sabe que eu tenho um fraco por livros infanto juvenis. As histórias mais leves, despidas de romance e com aquela pegada mais aventureira sempre conseguem me prender e tirar de ressacas literárias gigantescas. Quando vi Serafina e a Capa Preta entre os lançamentos da Valentina fiquei empolgada. A história parecia ser um misto de tudo aquilo que gosto e tinha uma premissa pra lá de interessante. Solicitei, bem cheia de expectativas, e fiquei mega feliz porque ele acabou sendo muito melhor do que eu esperava.
Serafina é uma garota de 12 anos, que vive clandestinamente na mansão Biltmore junto com seu pai. Ele, que trabalha monitorando as máquinas da casa, mora com a filha no porão há anos e ninguém sequer desconfiou. Ninguém sabe da existência de Serafina,ela sai apenas a noite pra cumprir sua tarefa na casa: caçar ratos. Por ter uma visão noturna muito boa e ser extremamente ágil, ela acabou ganhando o título de Caçadora Oficial de Ratos e sente-se muito importante por isso.
Contudo, algumas coisas incomodam Serafina. O fato de viver sempre escondida, sem poder conversar com as pessoas ao seu redor ou fazer amigos, é o que mais lhe dói. As vezes até pensa que o pai sente algum tipo de vergonha por ela ser tão estranha e ter somente 4 dedos nos pés, cabelos num tom castanho mais puxado para o dourado e os olhos âmbar que a fazem enxergar tão bem a noite.
Em uma de suas caçadas pela mansão, Serafina acaba se deparando com uma situação totalmente inusitada. Um homem, trajando uma capa preta com um forte odor fétido, carrega uma garota que se debate tentando fugir. Aturdida pela cena, acaba fazendo seguindo a figura no intuito de ver o que está acontecendo e tentar ajudar a pobre garotinha. Porém, para sua surpresa, o homem acaba fazendo com que a garota desapareça por dentro de suas vestes. 
A situação intriga Serafina e, quando o homem volta a atacar, fazendo uma nova vítima na mansão, ela decide interferir e descobrir o que está acontecendo. Há algo de estranho com aquele homem e ela não sabe se ele é humano ou um ser sobrenatural. Tudo que sabe é que precisa agir antes que ele consiga levar mais uma criança.

Se existe um arrependimento em mim é o de não ter passado esse livro na frente de todos os outros que estava na minha fila de leitura. Que livro bom! A história já começa com todo o pique, com um capítulo mais explicativo, mas já levando o leitor diretamente para a ação. A história ágil vai conquistando a cada novo capítulo, que por sinal, terminam de forma bem estratégica em pontos chaves tornando impossível pausar a leitura. Não tem como não se deixar envolver com a aventura de Serafina em busca de respostas para o desaparecimento das crianças e também sobre suas origens.
Um ponto muito positivo desse livro é que o autor inseriu a história de Serafina no meio da trama, mesclando-a com a trama principal, sem deixar confusa ou massante a explicação. Se tem algo que me cansa é quando os primeiros capítulos são explicativos em excesso e retardam a ação, deixando a trama fluir apenas após uma longa descrição de fatos. E isso não existe em Serafina e a Capa Preta, é tudo muito bem explicado, porém dosado de uma forma que faz a leitura ficar muito mais interessante.
Os personagens são uma gracinha. Serafina é uma menina muito doce, que apesar de não ter tido uma infância comum, consegue ser feliz com tudo que tem. Claro que ela deseja mais, mas nem mesmo isso conseguiu transformá-la em uma garota rancorosa e cheia de raiva no coração. Sera tem um coração puro, é altruísta e muito corajosa, não medindo esforços para salvar quem quer que esteja em perigo. A amizade que ela desenvolve com Braeden, sobrinho dos donos da mansão, é linda e é tudo que ambos precisavam em suas vidas.
Apesar da história ter sido escrita para um público mais jovem, Serafina e a Capa Preta é uma excelente pedida para leitores de todas as idades. A trama é leve, bem escrita, com um toque de mistério e sobrenatural que fazem toda a diferença. Foi uma leitura rápida e surpreendente, que foi bem além do que eu imaginava e trouxe, além de uma aventura super gostosa de acompanhar, lições sobre o valor da amizade verdadeira. 
Não tem como deixar de recomendar esse livro. Apesar de ser o primeiro de uma série, ele tem um final fechado, mas deixa algumas questões no ar a respeito da vida de Serafina e também aquele famoso gostinho de quero mais em relação a novas aventuras. Eu confesso: estou ansiosa pelo segundo volume e espero que não demore a chegar aqui no Brasil. Tenho certeza que ele irá me surpreender ainda mais.

10 comentários:

  1. Ain Neyla, sua resenha só me deixou com mais vontade de ler o livro, e eu fui na livraria faz poucos dias vi o livro mas preferi levar outro pensando que a história não iria me agradar tanto sendo que fiquei acompanhando até o lançamento lá no ig da valentina ): ai mas amei sua resenha, agora tenho certeza que vou comprar o meu.

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Eu também gosto de livros infanto-juvenis com muita aventura, acho-os ótimos para entreter e descansar a mente. Não fazia ideia de que se tratava de uma série, melhor ainda que a história se fecha nesse primeiro volume e deixa aquela vontade de ler os demais livros da série, já me ganhou. Dica anotada!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oii tudo bem ?
    Menina estou louca com esse livro , to babando d + deis do lançamento e apos
    Sua resenha fiquei com mais vontade ainda
    Só to esperando uma promoção pra comprar.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Adorei sua indicação, eu também gosto muito de histórias assim, já tinha visto a capa desse livro e achei linda. e agora com sua resenha, já entrou para lista dos desejados.Bjs

    ResponderExcluir
  5. Oi Neyla, conheço o livro, mas não o li ainda. Achei legal a história mesmo que fechada ainda deixar certas curiosidade do ar para dar um gostinho de quero mais.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  6. Os personagens são uma gracinha e você também, né Neyla? rs Seu sorriso é muito bonito!
    Moça, eu já estou querendo esse livro a muito tempo, mas o problema é que vem sempre algum da faculdade e passa na frente. rs
    Será que vou ficar com a mesma sensação de arrependimento que você? De não ter lido o livro antes?
    Sua foto do livro também ficou bem criativa.
    Adoro coisinhas meigas assim como o seu blog. Voltarei!
    Beijão e sucesso!

    Eliziane Dias

    ResponderExcluir
  7. Olá Neyla,
    Uma amiga leu esse livro e recomendou tanto a leitura que quase comprei o livro ontem, mas desisti. Eu confesso que a personalidade da Serafina chama muito minha atenção, pois eu gosto dessas personagens que não tiveram uma vida fácil e ainda assim são felizes com o que tem. Fiquei curiosa para conhecer o desenrolar da história e me arrependi de não ter comprado :(
    Beijos,
    http://www.umoceanodehistorias.com/

    ResponderExcluir
  8. Olá, ótima sua resenha. Esse livro já me interessava pela capa e título, mas pelas resenhas que tenho lido dele, estou ficando super interessada em ler ele também.

    ResponderExcluir
  9. Que capa mais linda! Mas o título me dá uma impressão de que o livro é muito infantil, e eu não gosto.
    Beijos. Versos da Alma

    ResponderExcluir
  10. Olá
    parece ser uma leitura muuuuito legal, gostei do enredo e ja tinha visto uma outra resenha super elogiando, então realmente parece valer a pena, gostei desde o titulo ate a sinopse, se tiver oportunidade, vou arriscar

    beijos
    http://www.prismaliterario.com.br/

    ResponderExcluir