quarta-feira, 9 de maio de 2018

Uma Proposta e Nada Mais



Primeiro livro da série Clube dos Sobreviventes, Uma Proposta e Nada Mais é uma história intensa e cativante sobre segundas chances e sobre a perseverança do amor.
Após ter tido sua cota de sofrimentos na vida, a jovem viúva Gwendoline, lady Muir, estava mais que satisfeita com sua rotina tranquila, e sempre resistiu a se casar novamente. Agora, porém, passou a se sentir solitária e inquieta, e considera a ideia de arranjar um marido calmo, refinado e que não espere muito dela.
Ao conhecer Hugo Emes, o lorde Trentham, logo vê que ele não é nada disso. Grosseirão e carrancudo, Hugo é um cavalheiro apenas no nome: ganhou seu título em reconhecimento a feitos na guerra. Após a morte do pai, um rico negociante, ele se vê responsável pelo bem-estar da madrasta e da meia-irmã, e decide arranjar uma esposa para tornar essa nova fase menos penosa.
Hugo a princípio não quer cortejar Gwen, pois a julga uma típica aristocrata mimada. Mas logo se torna incapaz de resistir a seu jeito inocente e sincero, sua risada contagiante, seu rosto adorável. Ela, por sua vez, começa a experimentar com ele sensações que jamais imaginava sentir novamente. E a cada beijo e cada carícia, Hugo a conquista mais – com seu desejo, seu amor e a promessa de fazê-la feliz para sempre.
Título: Uma Proposta e Nada Mais
Série: Clube dos Sobreviventes #1
Autor (a): Mary Balogh
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 272

Se tem uma autora que, até o momento, não me decepcionou, é a Mary Balogh. Suas tramas sempre vão além do romance e ela traz alguns dramas bem originais que acabam me prendendo do início ao fim. E não foi diferente com Uma Proposta e Nada Mais, primeiro livro da série Clube dos Sobreviventes, que me deixou curiosa desde que li a sinopse.
O Clube dos Sobreviventes nasceu há 3 anos, quando um grupo formado por sete pessoas acabou sendo enviado para Penderris Hall, residência do duque de Stranbook.Cada um deles acabou passando por alguma situação traumática durante a guerra e, durante o período de reclusão e recuperação, tornaram-se amigos. Com isso, há 3 anos eles se reencontram em Penderris Hall e passam algumas semanas juntos, para aproveitarem a companhia um do outro. E uma dessas pessoas é Hugo Emes, lorde Trentham.
Hugo conquistou o título de cavalheiro por conta de seu desempenho na guerra e, após a morte de seu pai, acabou herdando uma considerável fortuna. Mas nem isso faz com que ele seja bem vindo no meio dos aristocratas. Com uma meia-irmã com idade para se casar, ele começa a fomentar a ideia de se casar com alguém que possa ajudá-lo nessa tarefa. E é quando está passeando pelos arredores de Penderris Hall que ele se depara com uma jovem mulher em apuros.
A mulher em questão é Gwendoline, ou simplesmente Gwen. Ela é uma jovem viúva que foi passar uns dias na casa de uma amiga que perdera o marido há pouco tempo e que, para espairecer um pouco a mente, decidiu dar uma volta pelas redondezas. Já havia escutado algumas histórias nada agradáveis a respeito de Penderris Hall e do duque que mora na propriedade, as jamais imaginou que um dia pudesse encontrá-lo ou adentrar a residência. Tudo muda quando ela sofre um pequeno acidente durante seu passeio.
Enquanto caminhava pela encosta íngreme, acaba derrapando e seu tornozelo fica severamente comprometido. Quem a socorre é Hugo, que já estava observando-a enquanto caminhava, e a leva adivinhem para onde? Para Penderris Hall, é claro. E lá ela vai ficar por algum tempo até que o tornozelo melhore e possa retornar sua rotina normalmente. A notícia não agrada muito a Hugo, afinal de contas ele se sentiu atraído pela moça, mas o fato dela ser uma lady e vim de uma família aristocrática faz com que ele a veja como um ser inacessível. Mas durante essas semanas ele vai acabar percebendo que ela é muito diferente do que imaginava.
Gwen também já passou por percalços nessa vida e, muito embora não carregue tantas cicatrizes quanto os demais membros do clube dos sobreviventes, ela também possui sua quota de traumas. Após a morte do marido, uma criatura que não possuía um temperamento lá muito fácil de lidar, mas que ela amava com todo seu coração, Gwen vem se sentindo cada vez mais solitária. Casar-se novamente não é uma opção, nem mesmo com Hugo por quem ela sente uma atração muito forte apesar do jeito grosseiro de ser.
Eles estão decididos a não se envolver, mas a proximidade imposta por esses dias de recuperação de Gwen vai fazer com que tudo mude e que uma linda história de amor comece a nascer.
É muito difícil ler um livro de Mary e não se sentir encantada com tudo que essa mulher escreve. Com uma narrativa leve, descrições precisas e uma delicadeza sem igual, ela vai traçando uma história que mescla drama e romance com uma maestria que chega a ser invejável. Com personagens fortes, donos de personalidades marcantes e bagagens emocionais intensas, Mary nos brinda com mais um livro lindo e que me tirou o fôlego em diversas passagens.
Pra início de conversa, a história já começou me deixando curiosa a respeito dos demais membros do Clube dos Sobreviventes. Somos apresentados, de forma mais sucinta, a cada um deles no prólogo e, conforme foram aparecendo no decorrer das páginas, já é possível traçar um perfil de cada um deles. Dá para perceber que cada um possui características únicas e que, a cada novo livro, as histórias ficarão ainda mais intensas.
Hugo e Gwen formam um casal diferente, porém com uma química forte que chega a ser palpável. Muito embora pertençam a mundos diferentes, eles se encaixam perfeitamente à vida um do outro. Gwen é uma mulher simples, forte e bem decidida, dona de um coração bondoso e de uma generosidade genuína, que conquista o coração de nosso mocinho por ser ela mesmo em todos os momentos. Já Hugo, por mais que tenha um jeito mais taciturno e grosseiro, é um homem de caráter forte, que sabe o que quer e que não desiste do que deseja tão facilmente. Juntos, eles protagonizam cenas românticas e muito sensuais.
E já que falamos nisso, mulheres do meu Brasil, as cenas quentes desse livro são espetaculares. Faz muito tempo (muito tempo mesmo) que não leio um livro com cenas tão sensuais, fugindo totalmente do trivial que estamos acostumadas a ler nos romances de época. Fiquei sem fôlego, gente! Foi algo tão intenso, tão cheio de sentimentos, de erotismo e sensualidade que até fiquei com um pouco de vergonha por estar ali, contemplando aqueles momentos do casal. Se eu já achava Mary o máximo, depois disso elevei ao cubo. Que mulher, minhas caras ladys!
Uma Proposta e Nada Mais foi um excelente livro de entrada para essa série que promete ser ainda melhor que sua anterior (Os Bedwyns). De leitura rápida e com uma história marcante, ela com certeza vai agradar em cheio aos fãs de romances de época e conquistar muitos corações. Recomendo!

10 comentários:

  1. Olá,
    Eu conheço a autora somente de nome e através de resenhas, sempre vejo críticas positivas com relação a sua escrita. O romance para ser bem composto e gostoso de se acompanhar, mesmo não tendo o hábito de ler romances de época parece ser uma leitura que pode me agradar. Quando o autor consegue criar uma veracidade em volta da química dos personagens eu acredito que vale a pena ser lido. Vou anotar a dica!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Ahhhh já quero ler esse livro com urgência kkkkkkkk. Amei a resenha e como é um dos meus gêneros favoritos já entrou na minha lista com certeza ♥
    Já quero saber mais sobre essa serie.

    Bjus** http://imagine-livros.blogspot.com.br/?m=0

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Que bom que esse livro te agradou. Eu não li ainda, mas tenho muita vontade, principalmente, porque já li um livro da autora e tenho que concordar com o que você disse que é difícil não se encantar com a escrita dela.
    Vou anotar essa dica para ontem, para que eu possa comprar logo.
    Beijos,
    http://www.umoceanodehistorias.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    É tão bom quando encontramos um autor que supera nossas expectativas, né?! *____*
    Já tinha visto uma outro resenha desse livro, mas ainda não consegui ser cativada pelo talento da autora. A premissa da história parece ser legal, acho que ainda não estou no momento certo para Lê-la, mas vou anotar a dica =)

    ResponderExcluir
  5. Oi Neyla, verdade, a autora consegue mesclar em seu enredo drama e amor de uma forma bem plausível e que encanta. Adorei o livro e os personagens do clube e fiquei com ótimas expectativas para os próximos livros.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem?
    Eu terminei essa leitura essa semana e gostei bastante do livro. Foi o segundo livro da autora que eu li, mas confesso que só lembrei que já tinha lido outro antes quando estava lendo esse e vi que apareciam personagens do outro kkkk. Eu gostei bastante desse livro, especialmente pelo fato dos personagens serem mais maduros e complexos. Achei bonito ver como eles foram superando seus traumas e curando suas feridas. Só discordei da sua resenha em relação às cenas mais sensuais. Eu demorei muito a sentir a química entre o casal e por causa disso, até a metade do livro, achei os momentos entre eles muito sem graça.
    De qualquer forma, gostei bastante da leitura e adorei conferir sua resenha.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Oii, tudo bem?
    Acredita que eu nunca li nada dessa autora? Eu realmente vejo muitas blogueiras falando bem, mas nunca tive o interesse de o colocar na listinha, mas vendo mais uma critica positiva eu cheguei a conclusão de que preciso ter esse livro em mãos logo.

    ResponderExcluir
  8. Oie
    que legal que é uma leitura tão agradável, com certeza parece ser uma ótima escolha para os fãs de romance de época, eu mesma nunca li nada mas ás vezes penso em arriscar, então vou anotar a dica

    beijos
    http://www.prismaliterario.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Hey! EU não conhecia a obra, nem a autora. Ao ler a sinopse eu achei interessante, sua resenha só comprovou que eum livro muito bem escrito.
    Não gosto muito de cenas sensuais em livros, costumo me decepcionar pela pobreza de detalhes, me fiquei com vontade de ler após o seu comentacom.
    Dica anotada, bjos.

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Gostei muito da resenha, esse livro está na minha lista desde o lançamento. Mal posso esperar para ler, Mary Balogh é muito rainha.

    Bjs!

    ResponderExcluir