quinta-feira, 7 de junho de 2018

A Outra Sra. Parrish

Amber Patterson não aguenta mais. Está cansada de ser uma ninguém: uma mulher sem graça e invisível que não se destaca na multidão. Ela merece mais – uma vida de dinheiro e poder como a que Daphne Parrish, a deusa loira dos olhos azuis, tem e não valoriza. Para todos na pequena cidade de Bishops Harbor em Connecticut, a socialite e filantropa Daphne e seu marido Jackson, o magnata do mercado imobiliário, são um casal que parece recém-saído de um conto de fadas. A inveja de Amber poderia consumi-la por dentro... Se ela não tivesse um plano. Amber usa da compaixão de Daphne para se inserir na vida da família – o primeiro passo de um esquema meticuloso para destruí-la. Em pouco tempo, ela se torna a amiga mais próxima de Daphne, vai para a Europa com os Parrish e suas duas belas filhas, e se aproxima de Jackson.
No entanto, um fantasma de seu passado pode destruir tudo que ela construiu e, se seu segredo for descoberto, seu plano perfeito pode ir por água abaixo.
Com reviravoltas chocantes e segredos tão profundos que te deixarão tentando adivinhá-los até o final da história, A Outra Sra. Parrish é um thriller repleto de emoções e completamente viciante, escrito por mãos diabolicamente imaginativas.
Título: A Outra Sra. Parrish
Autor (a): Liv Constantine
Editora: Harper Collins
Número de páginas: 432


Se tem uma coisa que eu tô gostando demais nesse ano é que tenho tido várias surpresas literárias. Sabe quando você começa a ler um livro sem esperar muita coisa e acaba se vendo fisgada (o) pela leitura? Pois bem, foi o que aconteceu comigo e com A Outra Sra. Parrish. Não sabia bem o que poderia esperar dele, mas o rumo que a trama tomou acabou me surpreendendo de uma forma que eu sequer imaginava.
Amber é aquele tipo de mulher que sabe bem o que quer pra sua vida e não mede esforços para conseguir o que deseja. E não pensem vocês que ela é o tipo batalhadora, que corre atrás dos seus sonhos de maneira honesta. Movida pela inveja e por uma amargura que carrega consigo desde muito nova, ela quer mesmo é viver uma vida perfeita, regada ao luxo que ela tanto acha que merece. E se pra ter tudo isso ela precisar acabar com um casamento, pode ter certeza que ela fará isso.
O alvo da sua inveja é Daphne Parrish, esposa do magnata do mercado imobiliários, Jackson Parrish. Disposta a destruir o casamento perfeito, ela passa a observar seu alvo com afinco e, quando chega a hora, se aproxima e coloca seu plano em prática. Ela sabe que, para ganhar a atenção, e posteriormente a confiança, de Daphne precisa tocar seu coração. Munida de uma história bem emocionante, ela sensibiliza a pobre mulher e, em pouco tempo as duas se tornam melhores amigas.
Daphne é uma mulher solitária, que perdeu a irmã pra uma doença grave e que, por conta disso, criou uma instituição onde atende pessoas que passam pelo mesmo problema. A companhia de Amber é bem vinda e, aos poucos, ela vai se deixando conquistar pelo charme da garota tímida, que sempre está disposta a ajudar e a tornar seus dias melhores. E assim, ela acaba levando para dentro da sua casa a mulher que está tentando acabar com sua família.
Depois de conquistar um lugar na casa dos Parrish, Amber agora precisa se concentrar em seu novo alvo: Jackson. A tarefa não será das mais fáceis, mas ela já chegou muito longe para desistir e vai usar de todos os artifícios que conhece para conseguir realizar seu maior sonho.

Não vou mentir pra vocês: quando comecei a leitura desse livro achei que já sabia tudo que aconteceria. Eu tenho esse péssimo hábito, sabem? Quando começo um livro já vou imaginando os supostos finais e com esse não foi diferente. Ok, vamos dar um crédito pra minha pessoa porque, em alguns pontos, eu realmente acertei o que aconteceria. Mas a trama tomou um rumo para o qual eu não estava preparada e que me deixou atônita diante de todos os fatos.
O que mais me chamou a atenção foi o tamanho da inveja de Amber. Quando eu falo que pessoas invejosas são um perigo, tem gente que ainda me acha louca. O que essa mulher fez, movida por esse sentimento horroroso, não é brincadeira. Mentiu, enganou, colocou a vida de outras pessoas de pernas para o ar, fez coisas que deixariam qualquer pessoa de boca aberta. E tudo isso para destruir a felicidade de outra pessoa, de alguém que ela julgava não ser merecedora daquilo que possuía. O constante vitimismo também é outro ponto marcante na personagem, que culpava a todos pelos seus problemas.
O livro é dividido em três partes e cada uma delas é narrada por uma das personagens. Sou fã desse tipo de narrativa, já que nos permite conhecer a história por pontos de vista diferentes. Principalmente em uma trama como essa, que é cheia de reviravoltas e acontecimentos que só poderiam ser conhecidos se houvesse mais de um narrador.
A trama é envolvente e a cada novo fato atiça o leitor a querer saber mais e mais. Apesar de suas intimidantes 432 páginas, é uma leitura rápida e eu, que não tenho tanto tempo livre como gostaria, consegui concluir o livro em 2 dias. Ela me prendeu de uma forma que, cada minuto livre, eu só queria mesmo era pegar o livro e descobrir mais sobre Amber, Daphne e ver onde essa história iria parar.
Os personagens são incríveis, muito bem construídos (eu sei que essa frase é o maior clichê das resenhas, mas não tinha como deixar de fora) e com personalidades bem distintas. Enquanto Amber é uma psicopata invejosa, cheia de rancor no coração, Daphne é gentil e generosa. Ambas já passaram por muitas situações ruins, mas escolheram lidar com isso de formas bem diferentes, e também possuem segredos. E são justamente esses segredos que trarão uma perspectiva totalmente nova à trama.
Preciso dizer que recomendo a leitura? Mesclando drama e suspense, A Outra Sra. Parrish vai trazer à tona assuntos polêmicos e mexer com as emoções dos leitores. Um dos melhores livros do ano e a maior surpresa literária de 2018 até agora. Leiam, tenho certeza de que não irão se arrepender!

Nenhum comentário:

Postar um comentário