quarta-feira, 6 de junho de 2018

Um Vento À Porta


Charles Wallace está em perigo. E o mundo todo também.
Quando a família Murry pensava que os problemas haviam terminado, um novo desafio surge. Charles Wallace agora tem seis anos de idade e na escola o menino se tornou um problema. Sofrendo bullying constante, Meg acha que o novo diretor da escola deveria ser responsável pelo menino, mas Charles Wallace fica terrivelmente doente antes que ela possa ajudá-lo.
Mas há algo estranho acontecendo. Charles Wallace diz a Meg que há dragões no quintal de casa e ela descobre que os dragões na verdade são Proginoskes, querubins feitos de asas, vento e chamas. E mais uma vez este é só o começo de uma nova aventura, onde Meg e seu amigo Calvin precisam correr contra o tempo para salvar seu irmãozinho. E, para fazer isso, eles devem partir em uma viagem para dentro do corpo do menino e lutar para restaurar a brilhante harmonia do universo.
Junte-se a Meg, Calvin e Charles Wallace nesta nova aventura repleta de seres incomuns, mundos novos e muitos heróis que precisam ultrapassar seus medos para salvar o mundo!
Título: Um Vento À Porta - Uma Dobra No Tempo #2
Título original: A Wind in the Door - Time Quintet #2
Autora: Madeleine L’Engle
Ano: 2018
Editora: Harper Collins
Páginas: 224


Os Murry estão de volta em um livro tão confuso, complexo e encantador quanto o anterior. Não há porque começar de outra forma ou tentar negar algo que, ao que tudo indica, é intrínseco a série. Acredite, isso não é nem de longe um problema, principalmente se entendidas todas as questões ligadas a essas obras. Eu explico melhor adiante.
A trama narrada em Um Vento à Porta nos traz para a vida de Margaret Murry um ano após os eventos narrados em Uma Dobra no Tempo. Agora com 13 anos, Meg já não enfrenta todos aqueles problemas para se encaixar e se encontrar, as dificuldades na escola estão menores e agora ela tem a companhia de Calvin O'Keefe lhe dando mais firmeza, porém uma coisa ainda a preocupa: o pequeno Charles Wallace, seu irmão mais novo.
Agora na escola, Charles Wallace anda enfrentando alguns problemas. Ser um garoto de QI elevado no meio de uma pequena escola em uma comunidade rural não o ajuda, ainda mais quando até os professores não entendem bem suas histórias sobre células, mitocôndrias e farandolas. O garoto é alvo constante de bullying e ninguém parece se importar com aquilo tanto quanto Meg, que culpa a direção da escola e sua não intervenção. Além de tudo isso, Charles vem apresentando sinais de cansaço repentinos que vem deixando sua mãe preocupada.
Enquanto tenta provar para a irmã que os dragões que viu no quintal não são fruto de sua imaginação ou doença alguma, Charles, Meg e Calvin se deparam com coisas ainda mais surpreendentes. Em primeiro lugar os dragões são na verdade um Querubim feito de asas e chamas chamado Proginoskes que está aqui para aprender e ajudá-los. Segundo, seres malignos chamados Ectroi estão colocando em risco todo o universo, e deixando Charles Wallace doente. 
E assim, mais uma vez, como uma louca viagem quase sem explicação, a aventura desse destemido trio começa. Para impedir esse grande mal, será preciso superar suas limitações e aprender que a grandeza do universo reside até mesmo das menores partes de uma célula. Mesmo que essa célula esteja dentro de Charles Wallace...
É muito difícil falar sobre Um Vento à Porta sem repetir algumas coisas que foram ditas na resenha de Uma Dobra no Tempo. É evidente um amadurecimento na narrativa da autora e na forma de trabalhar seus conceitos, mas ainda é necessário entender que trata-se de uma obra carregada de fantasia, encantos e um ar infantil - não que isso o torne menos complexo - até mesmo para poder aproveitá-la devidamente. 
Novamente, Madeleine L’Engle trabalha bem conceitos científicos e os mescla com a fantasia e a espiritualidade durante a narrativa para criar uma aventura interessante e trazer mensagens positivas importantes para os jovens. Algo que reforça o ar de fábula moderna à série. A linguagem do texto é simples e clara, e mais uma vez entrega uma narrativa ágil e, apesar de alguns percalços, envolvente. Contudo, por mais evidente que o avanço técnico da autora esteja, algumas descrições permanecem confusas e demandam atenção maior, e a falta de explicações mais aprofundadas de algumas questões ainda incomoda. 
A ambientação ganhe mais atenção, L'engle foge do macro para o micro e acerta ao encarar o mundano e ao reforçar que o fantástico e científico na sua criação de mundo. As personagens principais mostram aqui um pouco mais de desenvolvimento e exploram suas características de forma que evidencie sua evolução sem perder a essência, para bem ou para o mal. E não se assuste se não encontrar alguns dos personagens presentes em Uma Dobra no Tempo. Apesar de comporem uma série e trazerem os Murry como protagonistas, cada história tem a intenção de ser independente com uma aventura fechada em si, apresentado todos seus elementos fundamentais e permitindo inclusive que leitura possa ser feita em qualquer ordem.
Porém acredito que o grande trunfo da obra, bem como da série, não resida na trama e nem mesmo em seus elementos base, mas sim nas mensagens e ensinamentos presentes na narrativa e a forma sensível a qual são trabalhados. Lições sobre o respeito a individualidade alheia, sobre a importância da união para qualquer progresso, sobre o amor ao próximo e o diálogo com resposta primária e não como uma opção destacável frente a qualquer conflito mínimo. Lições que trazer excelentes reflexões sobre o ser humano e mundo em que vivemos.
A edições da Harper Collins Brasil mantém seu padrão de qualidade e beleza desde a capas e aos mínimos detalhes do acabamento, arte interna das divisões de capítulos e diagramação. A beleza salta aos olhos e praticamente vendem a obra ao primeiro contato.
No somar dos pontos, Um Vento à Porta sai com um saldo positivo e executa com sucesso a tarefa de entregar, assim como seu antecessor, uma aventura mágica e despretensiosa, repleta de mensagens relevantes e conceitos extraordinários. Assim, mais uma vez, me vi envolvido e convidado a seguir com leitura da série para acompanhar e entender mais este universo e seus personagens. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário