quinta-feira, 5 de julho de 2018

Volta Para Casa


Dez anos atrás, dois meninos de 6 anos foram sequestrados enquanto brincavam na casa de um deles, uma mansão em um bairro elegante de Nova Jersey. Mas, após o pedido de resgate, as famílias nunca mais tiveram notícias dos sequestradores nem de seus filhos.
Agora, Myron Bolitar e seu amigo Win acreditam ter localizado um deles, o adolescente Patrick, e farão de tudo para resgatá-lo e obter as respostas pelas quais todos anseiam:
O que aconteceu no dia em que foram raptados?
Onde ele esteve durante todo esse tempo?
E, o mais importante, onde está Rhys, seu amigo ainda desaparecido?
Após cinco anos sem escrever nenhum livro da série Myron Bolitar, Harlan Coben brinda os leitores com Volta Para Casa, um suspense explosivo, como só o seu talento pode criar. Um thriller profundamente comovente sobre amizade, família e o verdadeiro significado de lar.
Título: Volta Para Casa
Série: Myron Bolitar #11
Autor (a): Harlan Coben
Editora: Arqueiro

O mês de Junho foi, definitivamente, o mês dos thrillers. E digo mais: dos thrillers bons! Ano passado li meu primeiro livro do Harlan Coben. Pois é, quase vergonhoso que eu, uma amante do gênero, nunca tivesse lido nada dele que é super bem comentado. Li, gostei e cá estou pra falar de mais uma história dele, dessa vez com um personagem queridíssimo, que eu conhecia só de ouvir falar e que me conquistou.
Patrick e Rhys tinham apenas 6 anos quando foram sequestrados. Os dois brincavam na casa de um deles e desapareceram como fumaça e a babá que tomava conta deles foi encontrada amarrada no porão, muito abalada. Os sequestradores entraram em contato, pediram o resgate pelos garotos, mas desde então nada mais foi dito. Foram 10 anos sem nenhuma notícia, até que um deles é visto por Win, primo de um dos garotos sequestrados e amigo fiel de Myron Bolitar.
Após receber um e-mail informando a localização de Patrick, Win parte à sua procura, porém acaba se metendo em uma grande confusão. E é aí que Myron entra na história toda. Ele se desloca para o local em busca de pistas que possam levá-lo ao paradeiro dos dois rapazes. Não é uma tarefa simples e eles logo vão descobrir que terão que lidar com um pessoal bem barra pesada, envolvidos com prostituição. E mais: Patrick está ali, mas e Rhys, o que aconteceu com ele?
O resumo tá pequeno? Tá! Mas eu não vou falar mais que isso pra não correr riscos de falar demais e acabar estragando o prazer da descoberta. Porque thriller é assim, se você conta muito a respeito da história meio que perde aquele fator surpresa da descoberta. E esse é um dos maiores motivos de eu não ler sinopses de livros do gênero porque tem algumas que acabam entregando mais do que deveriam.
Esse foi o meu primeiro contato com o Myron Bolitar e, gente, eu sempre quis ler algo da série dele por conta dos inúmeros elogios. Já sabia que ele era um excelente personagem, muito sagaz e inteligente, do tipo que a gente se encanta por conta de toda essa perspicácia. Homem inteligente é muito sexy, né? Eu pelo menos acho muito! E foi justamente esse charme inteligente que me fez cair de amores pelo Myron.
A história é muito boa e, adivinhem só, me prendeu até o fim (a frase mais clichê das minhas resenhas, eu sei). O autor manteve o clima de mistério durante toda a trama e foi inserindo novos fatos de uma forma bem gradativa, fazendo com que o leitor vá assimilando tudo com calma e montando suas teorias. Com capítulos curtos e narrativa simples e direta, a leitura flui de uma maneira muito fácil e, sério, não tem como parar de ler. Fui devorando as páginas porque minha curiosidade estava à mil por hora, precisava descobrir o que aconteceu.
Os personagens são um show a parte. Myron e Win são os principais e os capítulos são intercalados entre eles, o que permitiu conhecê-los um pouco melhor. Mas há personagens secundários que roubam a cena, como é o caso de Esperanza e Big Cindy, que são incríveis! Não sei se elas já apareceram em livros anteriores, mas achei a inserção das duas uma grande sacada já que trouxe mais leveza à trama. Eu me diverti com ambas e ganharam minha admiração por ser quem são e terem orgulho disso. O tão famoso sobrinho, Mickey Bolitar, também teve seu espaço e fiquei bem curiosa para ler os livros de sua série já que o rapazinho e seus amigos mostraram que não estavam ali pra brincadeira.
Eu gostei demais da leitura, tanto que dei 5 estrelas e favoritei. Achei concisa, bem estruturada e que manteve o clima de mistério do início ao fim. Mesmo não tendo lido os livros anteriores da série, não senti dificuldade em me situar com a vida do personagem principal, já que o autor dá algumas pinceladas nos fatos mais marcantes justamente para inserir um possível novo leitor na trama. Quem ainda não leu nada do autor, tá na hora de mudar isso. Vale muito a pena conhecer os livros do Harlan Coben.

Nenhum comentário:

Postar um comentário