terça-feira, 23 de outubro de 2018

A Duquesa Feia

Baseado na história O Patinho Feio, esse é o terceiro volume da série Contos de Fadas.
Como ela ousa achar que ele a ama, quando Londres inteira a chama de Duquesa Feia?
Theodora Saxby é a última mulher com quem se poderia esperar que o lindo James Ryburn, herdeiro do ducado de Ashbrook, se casasse. Mas depois de um pedido romântico feito na frente do próprio príncipe, até a realista Theo se convence de que o futuro duque está apaixonado.
Ainda assim, os tablóides dizem que a união não durará mais do que seis meses.
Em seu íntimo, Theo acredita que os dois ficarão juntos para sempre… até que ela descobre que o que James desejava não era seu amor, mas seu dote.
E a sociedade, que primeiro se chocou com seu casamento, se escandaliza com sua separação.
Agora James precisará enfrentar a batalha de sua vida para convencer Theo que ele amava a patinha feia antes que ela se transformasse em cisne. E Theo logo descobrirá que, para um homem com alma de pirata, vale tudo no amor – e na guerra.
Título: A Duquesa Feia
Série: Contos de Fadas #3
Autor (a): Eloisa James
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 272


Hoje é dia de falar de romance de época, mas já vou avisando que essa resenha não terá aquela surra de corações apaixonados que vocês estão acostumados a ver quando falo de livros do gênero. E o motivo é apenas um: esse não foi um livro que me cativou. Querem saber o motivo? Então continuem lendo a resenha.
Theo sempre foi uma garota esperta e cheia de vida, dona de uma bela fortuna, porém tida como feia pelas pessoas da sociedade. Aos 17 anos, a garota ainda não conseguiu encontrar um pretendente, mas tem a esperança de que alguém se aproxime dela e veja muito além da aparência. Não é que ela seja feia, vejam bem. Mas para a sociedade daquela época, tudo que não se encaixasse nos seus padrões era tio como feio. Junte a isso a estranha mania de sua mãe de vesti-la sempre com vestidos cheios de babados e até mesmo um tanto quanto infantilizados, e temos um verdadeiro desastre. Mas Theo não se deixa abater, ela sabe que um dia encontrará uma pessoa que enxergue além da sua aparência.
Seu maior companheiro é James, amigo de infância um pouco mais velho que ela, filho do melhor amigo de seu pai, que acabou se responsabilizando por ela e sua mãe. Os dois possuem uma amizade forte e ela jamais o vira com outros olhos. Até o dia em que ele confessa seu amor e a pede em casamento em meio a um baile. O que Theo nem imagina é que James agiu dessa forma apenas para satisfazer a vontade de seu pai, um duque falido, que há muito já se apossara da fortuna da nossa mocinha.
Claro que ele também nutre sentimentos pela garota e, ao contrário de todos, a acha bonita e muito sensual. Porém, nenhum dos seus argumentos conseguem fazer com que o casamento de ambos vá a frente depois que ela descobre toda a tramoia. Dominada pela mágoa, ela o expulsa, não somente da sua casa, mas também da sua vida. O que Theo deseja é nunca mais vê-lo. Além de tudo isso, explode a fofoca em Londres que ele foi embora por não conseguir conviver com tamanha feiura.
O tempo passa e, após sete anos sem notícias do marido, Theo está prestes a ser considerada viúva. Contudo, para sua consternação, James reaparece no parlamento, causando grande alvoroço. Ele está mudado e ela vai descobrir que, os anos que passaram longe um do outro, o transformaram em um homem totalmente diferente daquele que um dia conhecera. É evidente que ainda existe um lampejo de sentimentos entre ambos, mas será que ela conseguirá vencer o orgulho e dar mais uma chance ao amor?
Vocês estão cansadas de saber que, em relação a livros, eu sou uma pessoa MUITO chata! Não que esteja sempre à procura da perfeição, longe disso. Mas nas histórias, principalmente nos romances de época, eu prezo pela agilidade e por uma trama que, mesmo que seja simples, que traga algo que encante e apaixone.
Pois bem, comecei A Duquesa Feia já ciente de que ele não havia agradado há muitas leitoras, mas até então isso não era um problema. Sempre gostei de tirar minhas próprias conclusões, afinal de contas o que não é bom para uma pessoa pode ser para mim, e vice versa. E logo no início eu estava achando que isso era o que realmente aconteceria.
O livro é dividido em duas partes e a primeira, definitivamente, me ganhou. A leitura foi rápida, devorei as páginas ávida por mais, desejando saber o que aconteceria com Theo e James depois daquela descoberta. Mas aí chegou a segunda parte e eu passei 1 semana e meia me arrastando para ler as 159 páginas restantes que pertenciam à ela.
"Mas o que aconteceu, Neyla?" Simples: a história se perdeu! Pra início de conversa, vamos falar do rumo que a autora deu aos personagens, mas fiquem tranquilas que não darei spoilers. James acabou se tornando um homem totalmente diferente do que era antes de ver seu casamento acabar. Ele partiu de Londres e foi viver uma vida que nem eu, nem você, nem ninguém jamais poderia imaginar. Foi algo totalmente inusitado e eu teria ficado satisfeita com esse rumo caso o personagem combinasse com o que a autora propôs. Na minha opinião, foi uma verdadeiro fiasco e ver James daquela forma foi tão caricato que eu só fazia rir. Mas pelo menos eu pude me divertir com suas cenas, o pior pra mim foi a transformação de Theo.
Ela, que de imediato me encantou com seu jeito singular e sua forma sempre tão otimista de ver a vida, acabou se transformando em uma mulher amarga e sem qualquer traço da simpatia que demonstrava antes. Eu entendo que, devido a decepção sofrida por conta de James, ela tenha ficado ferida, mas nada justifica uma mudança tão grande de personalidade. Theo ficou chata, sem graça e totalmente apática, a cada nova página virada eu não a reconhecia. Mas relevei e fiquei esperando a grande mudança, a transformação do patinho feio em cisne. E foi aí que morou a minha maior decepção, afinal de contas ela não aconteceu.
A história perdeu a agilidade, os capítulos começaram a se arrastar e, ao chegar ao final, fiquei sem saber qual nota daria (tanto que ainda não qualifiquei o livro no Skoob). Eu queria muito ter gostado desse livro, mas infelizmente ele não funcionou para mim. Acredito que a autora tentou trazer uma trama diferente, com algo totalmente o oposto do que esperávamos, mas para mim não funcionou muito bem.
Quero deixar claro que essa é a minha opinião e que, apesar de não ter gostado, acho sim que deveria dar uma chance a ele. Nunca esqueçam que leitura é algo muito particular e muitas vezes aquilo que não agradou a uma determinada pessoa, pode sim agradar a você. E caso você tenha lido e gostado, conta aqui pra mim o que te agradou no livro, vamos trocar algumas percepções a respeito da trama.

Nenhum comentário:

Postar um comentário