quarta-feira, 28 de novembro de 2018

Bruto e Apaixonado

Mário Lancaster e Natália Esteves parecem não ter nada a ver um com o outro: ele é um ex-peão de rodeio e ela, uma empresária sofisticada de uma metrópole. Ela deve demitir funcionários da maior fábrica local, e ele é o responsável por convencê-la a mudar de ideia.
Eles estão em lados opostos, mas a química entre os dois é impossível de ignorar. Bruto e Apaixonado é o primeiro volume da série Irmãos Lancaster e uma história irresistível de amor, superação, sedução e, claro, caubóis atraentes e possessivos.



Título: Bruto e Apaixonado
Série: Irmãos Lancaster #1
Autor (a): Janice Diniz
Editora: Harlequin
Número de páginas: 256 

Olá gente!!! Hoje vamos ficar sem ar com o Lancasters…
Tudo começa no interior, mais precisamente em Santo Cristo. O peão Mário Lancaster tomava conta da fazenda com sua mãe depois que seu pai morreu e ele foi pisoteado por touro chamado Killer. Depois disso ele deixou de montar e se dedica apenas a pagar as contas da fazenda que estava indo de mal a pior. Por conta disso, sua mãe chama seus irmãos para retornarem ao Brasil depois de uma temporada no Texas. O que ela não sabe é que eles também não tem dinheiro, mas isso não interfere na união da família. Mário, o nosso protagonista, é aquele tipo de homem bruto que só pega as mulheres pra se satisfazer e nada mais, nem mesmo um namorico. Mas o cabra é tão bom de cama que as mulheres ficam enlouquecidas atrás dele.
Natália Esteves mora em São Paulo e é filha do dono da TWA. Ela é inteligente, determinada, gerente executiva da empresa e está em busca de uma promoção. Também é do tipo de mulher que só “pega” um homem para curtição e nada mais. Porém ela é carente de amor, faz de tudo pra conquistar o afeto do pai e mostrar que é capaz, mas só consegue o desprezo. Não porque ela tenha feito alguma coisa pra ele, mas pelo simples fato de ele achar que mulheres não pensam direito e são levadas pela emoção. Em um dos negócios da TWA o grande chefão pai manda Natália para Santo Cristo na intenção dela demitir alguns funcionários e ajeitar a empresa para que ele possa revender.
E é aí que nosso casal, Natália e Mário, se conhecem. Primeiro eles brigam o tempo todo, afinal as diferenças entre ambos é enorme. Porém, é visível que já existe uma atração física entre os dois. As pessoas da cidade de Santo Cristo estão dispostas a expulsar a forasteira por ela querer “destruir a vida deles” com as demissões. É exatamente aí que Mário vem como um herói. Ele começa a investir, ajudar e, claro, se apaixonar por ela. Natália por sua vez encara tudo como negócios, até que se vê desejando o cowboy. O romance, que começa cheio de faísca e desejo, vai aos poucos tomando uma nova forma e se transformando em um amor intenso. E é desse amor que eles irão tirar forças para superar todos os obstáculos que tanto trava suas vidas.
Livro excepcional cheio de comédia e romance e se você tem uma imaginação fértil como eu, vai ler ele todo com aquele sotaque de interior onde as pessoas enrolam o R te garanto que fica ainda mais engraçado!
Eu gostei mais ainda quando vi que o livro não era só sexo atrás de sexo e tem uma história cativante, forte e surpreendente que traz coisas do nosso dia a dia. Não se engane com a capa achando que é só hot ou só mais um romance. Esse livro dá umas belas lições de vida tornando-o mais interessante e indo além da comédia e do romance. Tem algumas críticas sobre o quanto uma pessoa se “mata” pelo trabalho ou mesmo o quanto uma pessoa pode sofrer por medo de uma nova perda, o que achei muito bacana por ser um tema tão atual. Claro que existem as cenas de sexo e o palavreado bem vulgar em algumas ocasiões, mas isso deixa o livro ainda melhor e apimentado .
Eu não consegui parar de ler e os momentos que eu precisava parar ficava desesperada para voltar, a autora soube colocar perfeitamente cada momento do livro e a leitura fluiu super bem! Os personagens são engraçados, fortes e determinados aos que lhe cabe, isso serve tanto para os principais como os secundários e cada um tem uma importância na história. E se tem uma coisa que eu aprendi com o teatro é que todo personagem deve ser importante de alguma maneira e a autora colocou isso brilhantemente.
Um ponto que achei bem interessante foi a forma que Janice abordou as duas famílias, uma bem estruturada e carinhosa uns com os outros apesar de lhe faltar dinheiro, e na outra ponta uma com poder aquisitivo alto, porém sem nenhuma interação familiar. E aqui está mais um ponto positivo, mostrando que dinheiro realmente não é tudo na vida de algumas pessoas, principalmente daquelas que sabem valorizar o que tem. E Mário valoriza cada centímetro do que tem!
Pra resumir é uma comédia romântica com uma pitada bem apimentada de erotismo que eu gostei demais da conta!!! E já estou ansiosa pelos próximos livros dos irmãos!!!
Nunca tinha lido nada da autora e nada sobre cowboys, apesar de amar esse tema. Fiquei tão apaixonada pela escrita maravilhosa que fui dá uma pesquisada e pelo que eu vi todos os livros dela tem a mesma temática de fazenda!
E as frases de hoje são do finalzinho do livro…
“ Oito segundos para chorar
Oito segundos para vencer”
Beijos e mais uma vez obrigada!
Mayana Dórea

Nenhum comentário:

Postar um comentário