segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

Corações Quebrados

Com mais de um milhão de leituras no Wattpad, chegará às livrarias brasileiras o segundo volume da Série QUEBRADOS.
CORAÇÕES QUEBRADOS aborda a depressão, o luto e a deficiência física.
Entre as dores da perda e a incapacidade de seguir em frente, Emília vive os seus dias numa clínica. Está estagnada. É nesse inferno pessoal que ela conhecerá Diogo, alguém que também foi vitimado por uma tragédia.
Será que é possível dois corações quebrados encontrarem a felicidade?
Numa sociedade onde a nossa aparência continua a valer mais do que a essência, é difícil continuar a jornada da vida quando tudo nos é arrancado.
Passamos os dias a olhar a capa das pessoas. Julgamos sem compreender que nunca conheceremos totalmente uma história sem ler cada página. Sem compreender o seu início, meio e fim.
Duas pessoas fisicamente distantes.
Dois corações quebrados pela vida.
Dois sotaques que se misturam entre a dor, o riso e o amor.
Por isso, olhem sim a capa de cada pessoa, mas virem a página.
Titulo: Corações Quebrados
Série: Quebrados #2
Autor(a): Sofia Silva
Editora: Valentina
Número de páginas: 344


Lembro como se fosse ontem do meu primeiro contato com a escrita da Sofia Silva. O livro em questão foi Sorrisos Quebrados e ele me nocauteou logo na primeira página. Terminei aquele início com os olhos avermelhados, nariz vermelho e coração destruído. E, enquanto lia, só fui me apaixonando mais e mais pela linda história e por aquela escrita poética e cativante. Eu queria mais da Sofia e quando Corações Quebrados chegou, fiquei em festa. Será que ele seria tão bom quanto o primeiro?
Emília era aquele tipo de garota que tinha, aparentemente uma vida perfeita. Vivia bem, tinha pais amorosos, irmãos carinhosos, uma égua a quem amava imensamente e um namorado que era um verdadeiro príncipe. Nada lhe faltava e ela era feliz demais ao lado de todos eles. Até que um acidente de carro mudou sua vida para sempre.Agora, internada na clínica de Rafaela, sua tia, ela tem passado por momentos difíceis, uma depressão profunda e carrega um enorme sentimento de culpa. Sua vida não tem mais sentido e ela não vê mais nenhum motivo para sorrir. Até conhecer Diogo.
Diogo vive em Portugal e, assim como Emília, carrega vários fantasmas do passado. Ele viu vários amigos morrerem na guerra e carrega várias cicatrizes espalhadas pelo corpo e no coração. Desde que voltou para casa ele não é mais o mesmo e não sente mais vontade de fazer as coisas que tanto o alegrava antes. Tudo parece ter perdido o sentido e ele meio que se sente culpado por ter sobrevivido enquanto os amigos não tiveram essa oportunidade. Tudo isso muda quando seu terapeuta lhe faz uma proposta diferente. Ele começaria a conversar, via chat, com Emília. Como ambos tiveram perdas significativas e ainda não conseguiram superar isso, as conversas poderiam ajudá-los a se recuperar.
É uma ideia boa? Com certeza. Mas de início não parece que trará muitos resultados, afinal de contas Emília se encontra muito resistente e não parece fazer muitas questão de dividir algo com Diogo. Contudo, com o tempo, ele vai ganhando sua confiança e os dois passam a trocar cada vez mais mensagens assiduamente. O que começa como amizade logo evolui para uma forte paixão, que logo se torna algo muito mais intenso e belo. Mas será que os dois conseguirão superar todos os problemas do passado e se entregar a esse novo sentimento?
Eu não sei quanto a vocês, mas se eu vejo um drama estampado na sinopse de um livro já me dá um negócio por dentro, uma vontade de agarrar o livro e devorar ele como se não houvesse amanhã. Sou muito chorona, me emociono fácil e basta aparecer um (a) protagonista sofredor (a) que eu já fico com o coração amolecido. Logo, não é de estranhar que os personagens de Corações Quebrados me ganharam logo de cara.
Diogo é aquele tipo de homem que toda mulher deseja (e nesse ponto preciso deixar registrado aqui que a Sofia tem a capacidade de criar os mocinhos mais fofos da vida). Ele é um amorzinho, super carinhoso, atencioso, move o céu e a terra para ver quem ama bem. Já nos primeiros capítulos eu já estava derretidinha por ele. <3 E isso durou até o final!Já com Emília foi diferente. Eu comecei gostando demais dela, mas com o decorrer das páginas fui criando uma certa resistência. Vejam bem, entendo que ela sofrei decepções no passado e não confia muito em ninguém. Isso, para mim, é super compreensível e ficaria muito decepcionada se ela tivesse um surto de confiança e segurança imediata. Porém, a bichinha é chata! Oh gente, eu tentei, tentei muito gostar dela o tempo todo, mas ao passo que eu gostava, ela tinha uma atitude que me deixava pé atrás. Terminei a leitura sem saber se gostei ou não dela. Vi muita gente amando a Emília, mas pra mim não rolou muito bem não. Acho que é porque duas chatas não se bicam. Hahahahaha
A história é linda e acompanhar o amadurecimento de cada um dos personagens, perceber o quanto se esforçam para superar cada dor que passaram, é incrível! Nenhum dos dois tiveram uma vida fácil e, embora carreguem as cicatrizes que o passado lhes deu, eles vão buscando deixar a dor para trás e ir traçando um novo caminho rumo a felicidade. É uma história de superação que enternece o coração. Porém, tenho algumas ressalvas a fazer.
O primeiro é em relação a trama, que começou muito bem e, quando chegou na metade, esfriou bastante. Comecei a empurrar com a barriga e só pensava no que a Sofia iria fazer pra fazer a história andar nos trilhos já que faltava metade das páginas pra acabar o livro e, aparentemente, não tinha mais nada pra acontecer. Não quero ser desrespeitosa, mas o que pude notar é que da metade até as partes finais, a autora foi "enchendo linguiça" e isso me cansou. Outro ponto que começou a me incomodar, e talvez isso tenha se dado porque a história já estava arrastada, foram alguns diálogos. A escrita de Sofia é poética, maravilhosa, daquelas que fazem suspirar. Enquanto a trama estava correndo bem, isso não me incomodou. Mas a partir do momento em que ela começou a ficar morna, ah gente, eu comecei a ficar agoniada. Perdoa gente, mas eu não poderia mentir pra vocês em relação ao que senti.
Isso não significa que o livro seja ruim, muito pelo contrário. Acho que se ele tivesse menos páginas tudo teria corrido super bem e eu teria amado. Na minha humilde opinião de leitora, ficou parecendo que a autora quis esticar um pouco mais para mostrar a evolução dos personagens, mas acabou deixando a trama monótona. Acontece, né gente?!
Em relação a minha nota final, dei 3,5, que é uma nota muito boa. O trabalho da Editora Valentina está impecável e as ilustrações no início de cada capítulo são maravilhosas. Muito embora eu tenha tido meus perrengues com o livro, achei a história linda. Me emocionei em algumas passagens, sorri e já fiquei curiosa pelo próximo da série (estou com as expectativas altíssimas em relação a ele). Leiam e depois venham me contar o que acharam. <3

3 comentários:

  1. Apesar de a história ter se arrastada um pouco a partir da metade, fico feliz que você tenha gostado a ponto de já estar pensando no próximo livro. Afinal, se você gostou tanto da escrita da autora no primeiro livro, é porque tem afinidade com o trabalho dela. Talvez a expectativa para esta leitura tenha sido muito alta em função de você ter gostado tanto do anterior.

    Tatiana

    ResponderExcluir
  2. Acho que nunca li um livro da editora Valentina '-'
    Por isso não conhecia nada sobre o trabalho de Sofia Silva.Sua resenha ficou ótima e a capa desse livro e do outro que você citou são lindas!! Mas confesso não ser muito ligada a romances e o fato da autora "enrolar" um pouco na escrita me deixa meio ressabiada, porque não gosto nada, nada disso.

    ResponderExcluir
  3. Vejo muita gente elogiando os livros da Sofia Silva e mesmo que não seja exatamente o tipo de leitura que me atrai, acredito que suas histórias conseguem tocar a fundo seus leitores.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir