quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

No Meu Sonho Te Amei



Com 500 mil livros vendidos no Brasil, Abbi Glines é autora do best-seller Paixão sem limites e de diversos livros da lista de mais vendidos do The New York Times, do USA Today e do The Wall Street Journal.
Na noite da formatura, Vale McKinley sofre um terrível acidente de carro. Junto com ela está Crawford, seu namorado, que acaba entrando em coma. Eles pretendiam aproveitar o verão fazendo planos para a universidade, com um futuro brilhante cheio de possibilidades. Agora, Vale passa longos dias no hospital, à espera de que Crawford acorde.
Lá, ela encontra por acaso com Slate Allen, colega de faculdade do seu irmão. O garoto aparece regularmente para visitar o tio, que está internado. Quando se esbarram, Vale não consegue negar a atração proibida entre eles. Ela tenta ignorar seus sentimentos, mas não é imune ao charme de Slate. Aos poucos, os dois se aproximam.
Depois de muito relutar em sair do lado de Crawford, Vale cede aos apelos da família e vai para universidade, pensando que o namorado gostaria que ela tocasse a vida. Só que agora a garota está no território de Slate e a história dos dois vai sofrer uma grande reviravolta.
Título: No Meu Sonho Te Amei
Autor (a): Abbi Glines
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 240


Alguém estava com saudades de resenha de livros da Abbi Glines nesse blog? Eu não vou mentir a vocês que estava carente de livros dela. Por mim tinha lançamento da Abbi mês sim e mês também porque sempre vou querer mais dessa linda! <3 No Meu Sonho Te Amei é o lançamento de Janeiro da Editora Arqueiro e eu nem preciso dizer o quanto estava ansiosa por ele, não é mesmo? A ansiedade foi tanta que, assim que chegou, passei na frente de todos, afinal Abbi é rainha na minha vida. E o que eu achei conto agora a vocês.
Vale e Crawford se conheceram ainda crianças e estão juntos desde então. Ele foi o seu primeiro e único namorado e por quem ela sempre fez tudo. Até mesmo na hora de escolher para qual faculdade iriam, ela levou em conta o fato dele ter conseguido uma bolsa integral e decidiu acompanhá-lo. Eles eram um casal perfeito, o relacionamento funcionava muito bem e nada poderia ser capaz de abalá-los. Até que aconteceu o acidente e isso virou a vida de Vale de cabeça para baixo.
Apesar de Vale ter saído sem nenhuma sequela, Crawford não teve a mesma sorte. Ele sofreu ferimentos graves e acabou entrando em coma. Por todo esse tempo, um mês inteiro, Vale continuou indo ao hospital todos os dias, chegando cedo pela manhã e saindo apenas a noite. Todos os dias ela, seu irmão e a mãe de Crawford se revezam lendo para ele, o que vem fazendo com que suas atividades cerebrais aumentem de forma significativa. E é a isso que se resume sua vida, nada mais lhe importa desde que esteja ali, perto do namorado. Nem mesmo a faculdade, os amigos e a família parecem significar algo para ela, sua intenção é apenas estar ao lado de Crawford quando ele abrir os olhos. Udo isso começa a mudar quando ela conhece Slate.
Ele, amigo de seu irmão, está no hospital cuidando do tio, homem que o criou quando ficou órfão e seu único parente vivo. Slate é aquele tipo de cara que chama atenção por onde passa. É bonito, charmoso e muito galinha, o tipo que já ficou com todas as enfermeiras do hospital e que arrasa corações por onde passa. O dois acabam se aproximando e, mesmo com todos os conselhos que seu irmão lhe dá para não se deixar envolver por Slate, Vale começa a sentir algo mais por ele. Não pensem que ela pensa em trair o namorado em coma, mas como não se sentir atraída por um cara tão bonito e gentil como ele?
O fato é que Vale precisa voltar a viver sua vida, ir para a faculdade e realizar os planos que idealizava antes do acidente mudar tudo. E, embora ainda tenha ficado um tanto relutante, ela acaba sim indo para a faculdade e lá se aproxima ainda mais de Slate. Os dois passam a ser amigos, mas fia cada vez mais evidente que um sentimento forte está nascendo entre eles. E quando parece que eles finalmente irão se acertar, o mundo de Vale dá mais uma reviravolta.
Eu estava muito curiosa a respeito desse livro. Já havia lido muitos comentários positivos de pessoas que haviam lido esse livro em inglês e que afirmavam ser o melhor da Abbi. Eu, apaixonada que sou pelos livros dessa mulher, não tinha como não querer me jogar de cabeça nessa leitura. Acabei indo com um pouco de sede demais no pote e acabei não tendo todas as minhas expectativas superadas. E nesse ponto eu preciso dizer a vocês: o livro não é ruim, muito pelo contrário. É ótimo, eu dei 4 estrelas e simplesmente adorei! Porém, eu estava esperando algo e ele acabou sendo bem diferente.
O livro é dividido em duas partes e a primeira foi bem sofrida. Pra início de conversa, eu não gostei de Vale. Achei uma menina mimada, chata e sem iniciativa. O fato dela nunca fazer o que queria e de deixar Crawford decidir tudo por eles me agoniou demais. Gosto de personagens que se impõe, que sabem o que querem da vida, que mostram personalidade e força. E nesse ponto ela deixou muito a desejar. Há uma mudança na segunda parte? Sim, mas mesmo assim eu ainda esperava muito mais dela.
Slate também não é a pessoa mais carismática do mundo, mas tem uma história de vida mais interessante e uma personalidade mais forte. Também não é o tipo de mocinho pelo qual eu me apaixono e não digo isso só porque ele é o estereótipo de caras que a gente encontra em qualquer new adult: bonito, gostoso, galinha e com um passado sofrido. Por mais que eu ache cansativo esse tipo de personagem, alguns deles me enternecem o coração e eu fico toda caidinha de amor. Porém, faltou nele um algo mais que não sou capaz de explicar. Não é um protagonista ruim, mas não rolou uma química entre nós (desculpa, lindo, mas essa resenhista aqui não vai cair na sua lábia).
Existe uma química forte entre Vale e Slate, eles são fofinhos e, apesar das diferenças, são perfeitos um para o outro. Gostei do fato de Abbi não promover uma mudança imediata e radical no rapaz, o que fez com que sua transformação fosse algo bem natural e aceitável. Eu torci muito por eles, mesmo achando um tantinho errado porque o Crawford parecia ser um fofo também e nem podia se defender já que estava em coma.
A segunda parte foi o tabefe no meio da minha cara. Eu não acreditei quando comecei a ler, o grito que eu dei foi ouvido pelos vizinhos. A história tomou um rumo totalmente diferente do que eu imaginava, trouxe mais agilidade (porque a primeira parte foi bem vagarosa) e eu praticamente devorei o restante do livro "em uma sentada". Mas mesmo assim senti falta de um algo a mais.
No Meu Sonho Te Amei é uma leitura gostosa, rápida, que me surpreendeu em alguns momentos, e que, mesmo não tendo superado as minhas muitas expectativas, eu adorei! Não se tornou minha favorita, mas é uma leitura que recomendo demais por trazer algo bem diferente das demais séries da autora. Vale a pena conhecer.

3 comentários:

  1. oi!
    Este livro é maravilhoso :D adorei o trabalho da autora com uma narração bem diferente...

    ResponderExcluir
  2. Olá!! :)

    Eu confesso que não conhecia este livro, mas ainda bem que trouxeste a tua opinião!

    QUe bom que gostaste de fazer a leitura!! :) Mesmo que tenhas sentido que faltou algo…

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  3. Oie amore,

    Os livros da Abbi são sempre bem falados, mas que capa feia essa hein.
    Parece um clichÊ bem gostoso de ler.
    Vou anotar a dica por aqui!

    Beijokas!
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir