segunda-feira, 25 de março de 2019

Quando Ela Desaparecer


“QUAL A ARMA MAIS LETAL DO MUNDO?
OS SEGREDOS DAS PESSOAS.”
Do autor de O CASAMENTO e COLEGA DE QUARTO
Uma garota de dezesseis anos desaparece durante uma excursão escolar. Mas não se trata de qualquer garota. Dois anos atrás, ela esteve à beira da morte, e quando foi encontrada, ninguém acreditou que sobreviveria.
Agora, há dois meses desaparecida, não restam dúvidas de que esteja morta. Rastros de sangue e um colar arrancado são as únicas pistas. Pressionados, os policiais estão desesperados por respostas, mas ninguém na longa lista de suspeitos parece ter forte motivação para cometer um crime.
Até que o caso vira de cabeça para baixo e segredos muito bem enterrados emergem para revelar o lado cruel de um lugar aparentemente tranquilo. No meio de tantos possíveis culpados, os inocentes é que estão mais aflitos… porque alguns deles começaram a morrer.
Título: Quando Ela Desaparecer
Autor: Victor Bonini
Editora: Faro
Número de páginas: 272


Vocês já estão cansados de saber do meu amor imensurável por thrillers. Eu não resisto a uma boa história recheada de suspense e reviravoltas, é um dos meus gêneros preferidos. Há alguns anos eu conheci o Victor Bonini e seu livro Colega de Quarto, e foi amor a primeira leitura. Depois dele veio O Casamento, outro amor da vida, e desde então, fico ansiosa a espera de um novo livro, sempre com a certeza de que ele vai me surpreender. Imaginem só o tamanho da minha felicidade ao saber do lançamento de Quando Ela Desaparecer. Eu surtei, gritei e quando ele chegou, furei a fila e li antes de todos os outros porque eu sabia que vinha coisa boa por aí. E não me decepcionei.
Francisca, mais conhecida como Kika, é uma garota de 16 anos que perdeu o pai quando ainda era criança e vive com a mãe em Guarulhos. Embora seja uma adolescente muito bonita, não é muito bem vista entre os colegas e, há alguns anos, foi vítima de um violento ataque provocado por bullying, que quase lhe tirou a vida. O caso é que quando se falava em Kika as opiniões se divergiam. Algumas pessoas achavam que ela sofria bullying por ser bonita, outras acreditavam que era o jeito de ser e a forma de agir da garota que irritavam as colegas. O fato é que ela não era uma pessoa muito querida entre a comunidade escolar.
Contudo, ninguém imaginava que, após dois anos desse ataque, a garota estaria envolvida em um outro caso, dessa vez muito mais grave. Em uma excursão escolar Kika desaparece sem deixar rastros. Alguns colegas a viram, mas ninguém sabe onde ela foi parar. A polícia é acionada, algumas pistas são encontradas, mas não há sinal da garota em parte alguma. Começam então as investigações, mas todo o caso parece estar envolto em uma grande névoa de mistério. O que teria acontecido com Kika?
O que foi esse livro? Gente do céu e da Terra, vocês não tem noção do que se passou comigo enquanto devorava Quando Ela Desaparecer. Comecei a leitura em uma quinta-feira a noite e, apesar do sono (que é meu companheiro fiel), consegui chegar  página 80. No outro dia pela manhã eu já estava com o livro enfiado debaixo do nariz, pronta para mais algumas horas de investigação. Porém, nesse dia, eu tinha um encontro com uma amiga. Não sou de furar compromissos, mas nesse dia eu tive vontade de desmarcar só para concluir as poucas páginas que restavam. A vontade de continuar lendo era tanta que levei o livro na mochila, mesmo sabendo que não teria como ler fora de casa. É isso que Victor Bonini faz comigo: me tira a vontade de fazer o que quer que seja para focar em suas histórias.
Esse livro é bem diferente dos outros dois livros lançados anteriormente. Começando pela narrativa, que é dividida entre passado e presente e que traz dois personagens que nos apresentam os fatos: Sarah e Conrado Bardelli, que já um velho conhecido meu. Além disso, o livro tem um formato diferente que fizeram com que muitas pessoas acreditassem ser um caso verídico. São recortes de jornais, posts em redes sociais, tudo isso é inserido na trama pra dar a ela essa impressão de realismo. Achei que foi uma sacada genial do autor e, como nunca havia lido nada parecido, fiquei encantada. Só pela parte gráfica eu já dava nota máxima no livro, confesso. 
Vou confessar a vocês que não gostei de Kika. Sabe aquela velha história do santo que não bate? Foi basicamente isso que aconteceu aqui. Não consegui me sentir cativada por ela e isso pode ser explicado por não ter acesso as suas lembranças, por conhecê-la apenas por meio das impressões das demais pessoas. Mas isso não foi nada que prejudicasse a leitura, muito pelo contrário. Consegui deixar de lado a minha "antipatia" por ela e focar apenas na trama. 
A história é incrível, ágil e cheia de reviravoltas. Como a narrativa é mesclada entre passado e presente, temos acesso a muitas lembranças de personagens e vamos conhecendo melhor Kika, tentando juntar as peças desse grande quebra cabeças pra compreender o que pode ter acontecido com ela. Em um dado momento desisti de bancar a detetive e entreguei meus pontos, afinal eu não tinha mais capacidade de tecer uma teoria para o que teria acontecido com Kika. E acho que essa foi a minha melhor decisão porque nada que eu pensei poderia se comparar ao que realmente aconteceu. Foi surpreendente!
Quando Ela Desaparecer se tornou o melhor livro lido do mês e um dos melhores do ano. Victor Bonini, na minha opinião, é um dos melhores autores de thrillers da atualidade e não deixa nada a dever a grandes nomes internacionais. Leiam! E depois voltem aqui pra me contar o que acharam.

2 comentários:

  1. oi!
    Eu adorei a dica :D o livro é bem interessante gostei da tematica. Não conhecia o trabalho do autor, já coloquei na lista de leitura...

    ResponderExcluir
  2. Oi Neyla, sua linda, tudo bem?
    Também acredito que acrescentar recortes de jornais, post em redes sociais dá a impressão de que a história é real, e com certeza aumenta nosso envolvimento com a trama. Estou super curiosa para descobrir o que aconteceu com ela. Já está na minha lista.
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir